02 outubro 2007

O ramo...


A próxima a casar é ... a mais alta das solteiras!

Ps- A da frente tinha o cai-cai no umbigo ... mas como é menor de idade e não quero ser acusada de pornografia infantil, resolvi não mostrar os botões mamários dela... mas já me parti a rir ao ver a foto. Assim nascem os traumas...

7 comentários:

Zaka disse...

Quando eu casei, se tivesse atirado o meu bouquet, das duas, uma!
Primeiro tenho sérias dúvidas que alguma das minhas amigas se fosse pôr a jeito para o apanharem... até porque na altura (e acho que ainda hoje) tinham fobia ao acto que eu tinha acabado de cometer.
Segundo... se eu o atirasse era mais que certo ter acabado a noite no Hospital de Cascais com uma cornadura rachada... sim... com as violetas, a couve roxa, mais os ferros para segurar tudo, o bouquet pesava para caraças!

Carla Yu disse...

Normalmente eu fujo sempre do ramo. No casamento que fui este Sábado, a noiva pregou-nos umas partidas e nunca sabiamos quando é que ela atirava o ramo. Conclusão: passou-me uma rasa incrível, mas eu consegui desviar-me eheheh

E não, acho que ninguém ficou despido.

Beijocas

XANTRA disse...

Deixa a miuda que ainda tem as maminhas em formaçao... eheheh! Nao está habituada a ter que andar com elas tapadas. Mas elas crescem... e como crescem :s

Girstie disse...

Ela estava desesperada para apanhar o ramo!

Cátia disse...

Tudo por um ramo :P

Pretazeta disse...

ahahaha!!!
Pior é que vou a um casamento e quero um vestido desses!!
A sorte é ke nao luto pelo ramo....
;)

Para sempre, Maria disse...

Ó minha amiga, então e quando se tem as ditas mais que formadas e o cai-cai cai mesmo no momento em que digo: GOOOOLO! no meio de umas centenas de pessoas...e filmada?...