22 setembro 2006

Noites!

Tenha a noite corrido menos bem!
Tenha os olhos inundados de dor!
Tenha a alma afogada em desespero!


Nada importa no momento que entro em casa...
...as lambidelas, o carinho, a dedicação...


A noite passa a ser fantástica!
Os olhos enchem-se de amor!
A alma solta-se num sorriso sincero!


E agora vamos nanar! Deitar a cabeça no que sobrou das almofadas!
Tu enroscas-te nas minhas pernas!
E a certeza que enquanto existires nunca vou estar verdadeiramente sozinha, permite-me dormir em paz!

1 comentário:

OLHAR disse...

... e assim descreves claramente o porquê deles serem únicos!!!

PS: Estavas (ainda mais) linda nesta noite. Amei ver-te assim.
Bons sonhos mana e afilhado